segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Resenha: Cuco - Julia Crouch

Sinopse: "Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi assim.

Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa.

Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil. "

O melhor e o pior livro da vida, fazem duas semanas que eu terminei de ler esse livro e ainda não sei se ele foi muito bom ou muito ruim.

Rose tem a sua vida com seu marido e duas filhas, sua melhor amiga se chama Polly e após a morte do marido de Polly, Rose se vê na obrigação de chamar a sua amiga para ficar um tempo com ela. 

Polly, uma ex estrela do Rock que se casou e teve dois filhos,  aceita morar um tempo com Rose. E aos poucos Rose vai sendo sufocada pela presença espaçosa de Polly, que aparentemente só quer ajudar Rose.

O livro inteiro Rose parece aquele tipo de mulher dona de casa, super passiva e que não toma nenhuma atitude característica mais insuportável da vida, e a autora já passa a ideia de Polly como uma diaba extremamente bonita e elegante, trazendo caos e intriga por onde passa. 

O que eu posso dizer sobre a narrativa? Intrigante, uma hora até eu achava que eu estava me confundindo sobre a Polly, que ela era uma pessoa legal, mas mal interpretada. E caro leitor, você vai querer entrar na história e dar uma surra na Rose, por que se tem uma personagem sem fibra, sem atitude e extremamente monga, é ela.

Esse é um livro que desperta a ansiedade nas pessoas de uma tal forma, que eu não consegui parar de ler ate saber o final. Eu juro que tinha grandes esperanças para o final, até que a autora literalmente estraçalhou o meu psicológico, tirando toda e qualquer esperança de um final surpreendente, super fodástico que fosse dar um tapa na cara de todo mundo. 

Acho que a autora realmente teve a intenção de passar tudo isso pro leitor, por isso que eu não vou dizer que o livro é horrível, acho que se essa foi a ideia dela, o trabalho foi muito bem feito então. Não vou contar o final por que eu quero que você leia o livro também e me conte o que achou. haha

Espero que tenham gostado, beijos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, e faça críticas, mas nada ofensivo, por favor!